jusbrasil.com.br
17 de Dezembro de 2018
    Adicione tópicos

    Juízes podem ficar sem aumento

    Vice-presidente do Senado Federal, o senador Anibal Diniz (PT-AC) declarou ontem que a Casa não deverá ter tempo para votar o projeto de lei que concede reajuste para os juízes antes do recesso, previsto para 20 de dezembro.

    O Congresso avalia os textos que preveem aumento para os servidores do Executivo, do Judiciário e Magistrados. Antes de se aposentar, o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ayres Britto, se reuniu semana passada com parlamentares e pediu para que o Congresso fosse sensível à reivindicação de aumento dos salários de juízes e servidores do Judiciário.

    Britto defendeu, durante homenagem do Tribunal de Contas da União, que os servidores do Poder Judiciário do paísexperimentam há anos um perigoso e temerário processo de desprofissionalização da categoria.

    No início deste mês, os juízes promoveram paralisação durante a Semana Nacional de Conciliação contra a desvalorização da carreira. O ato foi convocado pela Ajufe (Associação dos Juízes Federais) e pela Anamatra (Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho).

    De acordo com a primeira entidade, a diferença salarial entre o início e o topo dos magistrados é de 5%. A categoria também exige adicional por tempo de serviço.

    Fonte: Jornal O dia

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)